quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Notícias de Paraty

Foto: Divulgação

Paraty 2011

A 9ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, ocorrerá entre os dias 6 e 10 de julho de 2011. Sob a curadoria de Manuel da Costa Pinto, a festa literária é realizada pela Associação Casa Azul.

“Já estamos trabalhando na Flip 2011, sempre no intuito de manter a qualidade do evento que já conquistou a agenda literária mundial”, comenta Mauro Munhoz, diretor-presidente da Casa Azul. Este ano, excepcionalmente, a Flip foi realizada em agosto devido à Copa do Mundo. Em 2011, o evento volta a figurar no mês de julho no calendário cultural do país.

...

PARATY LATINO - O Festival

O tema proposto e escolhido foi o de um festival de música latina diversificada, apresentando várias facetas e ritmos deste grande universo musical. Do chamado Jazz latino à Salsa, dos Tangos moderno e tradicional à Musica Brasileira “Latina”, dos sons dançantes do Caribe ao intimismo acústico a la Drexler... O Festival Paraty Latino seguirá basicamente o mesmo e consagrado modelo do Bourbon Festival Paraty: três noites de shows na sexta, sábado e domingo e atividades durante o dia no sábado e no domingo.

PROGRAMAÇÃO DE SHOWS

03/12/2010 - Sexta-feira
21h30 - Yaniel Matos + part. Haydée Milanés
23h00 - Lyra Latina + Deldongo

04/12/2010 - Sábado
20h00 - Marina De La Riva
21h30 - Otros Aires
23h00 - Havana Brasil+ Fernando Ferrer

05/12/2010 - Domingo
19h30 - Paula Morelenbaum + João Donato
21h - Roberto Fonseca

PROGRAMAÇÃO DIURNA

Oficinas de Dança Gratuitas: Cia da Tribo
Sáb. 04/12 às 17h00
Dom. 05/12 às 16h30
Oficinas de Dança Gratuitas: Cia da Tribo
Sáb. 04/12 às 17h00
Dom. 05/12 às 16h30

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Bate Papo Literário no Sebo do Chiquinho

O poeta e jornalista maranhense Paulo Melo de Sousa, convida poetas e/ou "destrambelhados" para o segundo bate papo literário. O primeiro rolou na última sexta-feira, dia 26 de novembro, às 19 horas. Na pauta, a discussão da Feira do Livro de São Luís. O segundo será na próxima quinta-feira, dia 02 de dezembro no Sebo do Chiquinho (rua da Cruz, atual 7 de Setembro, nº 340 A, entre a rua dos Afogados e rua do Sol (mais próximo da rua dos Afogados) - Centro.

Sebo do Chiquinho - Além de livros, Chiquinho aluga filmes e vende CD'S. Quem quiser pode levar o seu CD para tocar por lá. Lá rola Jazz, blues, MPB, rock, etc. Funciona um pequeno barzinho para quem aprecia uma gelada, com tira gosto, embora ele também sirva bebida quente (de cana a vinho).

"Vamos lá recuperar os bons tempos de bate papo entre amigos escritores e apreciadores da arte sobre Literatura", convida Paulo.

Na próxima quinta-feira, a conversa será sobre a poética de Josoaldo Rego.

Mais Informações: 88245662 (Paulo) 

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Lena Machado Canta em Brasília

A cantora maranhense Lena Machado que recentemente recebeu elogios do jornalista Nelson Mota leva para o Feitiço Mineiro, em Brasília, o show Samba da Minha Aldeia. Conterrâneos, não percam! Dia 30 de novembro às 22 hs.

Clique aqui e saiba mais.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Chico Nô canta no Recanto Verde


foto divulgação
 Mais novo espaço musical, gastronômico e paisagístico de São Luís, o Café Recanto Verde (foto) terá em seu palco, nesta sexta-feira (19), a partir das 21h, show do cantor e compositor maranhense Chico Nô.

O artista apresentará repertório que passeia por música popular brasileira, samba, choro e ritmos da cultura popular do Maranhão.

O Recanto Verde (Av. General Arthur Carvalho, 100, Miritiua/Turu – 5km a partir do posto Natureza, no Turu) é um misto de chácara, bar e restaurante. Funciona às sextas-feiras, quando à noite tem música ao vivo, e aos domingos e feriados, com um delicioso café da manhã.

O café funciona já faz mais de um ano. A música ao vivo começou a ser realizada há pouco mais de um mês. O espaço agrada aos olhos – o paisagismo do jardim é cuidado pelos proprietários –, ao paladar – gastronomia é outro ponto forte do lugar –, aos ouvidos – música de qualidade em volume que respeita as boas conversas – e ao bolso: o couvert artístico custa apenas R$ 5,00 e o espaço dispõe de estacionamento próprio, gratuito (Zema Ribeiro).

Link original: http://wp.me/p2eBH-8r

5a Mostra Cinema e Direitos Humanos

O evento será realizado entre 29 de novembro e 05 de dezembro, no Cine Praia Grande. As sessões serão no período vespertino e noturno, com entrada franca.

Vale destacar que todos os filmes são legendados (e portanto voltados para o público com deficiência auditiva) e teremos ainda duas sessões com audiodescrição (uma aberta e outra fechada) para pessoas com deficiência visual.

Os filmes, diferentemente do que alguns possam imaginar, não possuem caráter panfletário, tendo sido escolhidos para integrar a mostra sobretudo pelo valor artístico.

Francisco Colombo
produção São Luís
telefones: 8118 1829 / 8893 0566.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

VII Semana Interdisciplinar na São Luís


Dia 18, das 19 às 22 hs ministro a Oficina: Leitura e Escrita em Blogs na programação da VII Semana de Interdisciplinaridade da Faculdade São Luís. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas com 2 kg de alimentos não perecíveis na Central de Atendimento da Faculdade. Na oficina faremos um breve histórico do blog, discussão sobre mídias sociais e cultura digital e partiremos para a prática no laboratório de Informática com criação de blogs e produção de textos. participem!

Mais informações:

Faculdade São Luís - Rua Grande, 1455 (Centro)
Tel: 3214-6400

Papo sobre Blogs na FELIS 2010


Muito bacana participar novamente da Feira do Livro de São Luís. A palestra Leitura e Escrita em Blogs foi um relato de experiências que fiz a partir do Blog Marcus Historico e dos estudos sobre cultura digital. Muito pertinente as discussões sobre e-books e leitura digital. Parabéns a todo equipe da organização da FELIS 2010 (na real e virtual). Gostei muito do espaço (mas quem me conhece já sabia que não faria a palestra sentado no confortável sofá à disposição). Apesar da febre e mal estar, curti muito a palestra que fiz da forma mais informal possível. Foi o que esperava: família, alunos, ex-alunos, amigos e visitantes da FELIS 2010 capturados pelos monitores. Valeu, segue a programação que eu tô dentro!
Clique aqui e veja mais fotos

Outro Assalto Poético na Faculdade São Luís


Fernandinho e Lena Machado: cúmplices do Assalto identificados

Por: Marcus Saldanha

Ousadia Virou marca Registrada do Bando
Na última quinta-feira (12), às 20:30, como de costume, O Bando atacou novamente. Dessa vez tomaram de assalto a escadaria principal da Faculdade São Luís com a poesia musical de Lena Machado e a guitarra acústica de Luís Fernando Soares, vulgo, Fernandinho.

O Assalto Poético durou poucos minutos, mas para quem viu e ouviu foi uma eternidade. "Eu subo as escadas de um templo noturno bem devagar..." Assim gracejavam os meliantes induzindo os passantes do local a agir em parceria sem culpa, nem pudor, quebrando ainda o silêncio e a tranquilidade da instituição.

Sem medo algum, Lena ainda desafiava: "Se um dia acontecesse de nós se admirar/ Um cadinho que sêsse/E se acaso ocorresse/De tu se engraçasse/E eu correspondesse/E nós se aprumasse/E se desgarrasse/De qualquer devesse/E na hora do enlace/Eu não me furtasse/Tu me arrecebesse..." Era quase uma Maria Bonita cooptando mais cúmplices para o bando numa porfia rápida, perigosa e sedutora.

Não satisfeito O Bando, como são conhecidos os envolvidos na ação, foram vistos comemorando o assalto em lugar público: Catirina - Casa de Beiju e Cuscuz na Lagoa - o que de certa forma envolve ainda Lissandra Leite e Ademar Danilo no caso.

O Risco Continua
Em bilhete deixado no local O Bando anuncia que não satisfeito com a escadaria tomará de assalto simultaneamente outros espaços da Faculdade quebrando a rotina e a tal da tranquilidade. "Cuidado senão você dança!", era o alerta final.
O que vi contei.

Fuçando mais:

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Estande Vale na 4a Feira do Livro de São Luís

O que vai acontecer por lá:

Lançamento 12/11 - 18h00 - Espaço Institucional - Minério no dia a dia das pessoas.
Lançamento 14/11 - 14h00 - Espaço Meio Ambiente - Visita virtual ao Parque
Lançamento 16/11 - 14h00 - Espaço Casa do Professor - Palestras com o Cedac sobre a metodologia do Projeto Escola que Vale e oficina de arte.

Vespeiro

Paulo Melo de Sousa, o Paulão ministrou a primeira oficina de poesia que partcipei lá nos anos 90 e vez por outra revisa meus textos no JP Turismo. Conhecido pela prática jornalística (um dos melhores no jornalismo científico) e pelas intervenções poéticas, convida para o lançamento do livro de poesias Vespeiro (premiado no Concurso Literário e Artístico Cidade de São Luís e mais três outras participações que terá na 4a Feira do Livro de São Luís:

Dia 17 de novembro (quarta-feira), às 20 horas, no auditório Maria Aragão – Palestra “A comestível atemática libidinosa da surrealista Ofélia de Hamlet na pintura do Pré-Rafaelismo inglês”;

Dia 18 de novembro (quinta-feira), às 18h30, no Café Literário – Mediador do debate, com a presença dos escritores Lenita de Sá, Luís Inácio Araújo e Alberico Carneiro Filho (“As diversas gerações da poesia maranhense”);

Dias 18 e 19 de novembro, às 21 hs, no Espaço Teatro - integrante da Comissão Julgadora do Festival de Poesia da UFMA;

Dia 20 de novembro (sábado), às 18h30 - Café Literário (Paulo Melo Sousa e Laura Amélia Damous);

Dia 20 de novembro (sábado), às 20:30 hs – Lançamento do livro de poemas “Vespeiro” – Auditório José Louzeiro.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Segundo Assalto Poético na Faculdade São Luís


A cantora Lena Machado será cúmplice do segundo Assalto Poético na Faculdade São Luís

"O Bando", grupo formado por Jô Dantas, Marcus Saldanha, Letycia Oliveira e Lucas Muniz Hadade, responsáveis pela organização do Assalto Poético na Faculdade São Luís anunciam em alto e bom som a parceria da cantora maranhense Lena Machado e do guitarrista Luís Fernando Soares na 2ª edição do Assalto Poético.

Assaltos – A ideia é tomar de assalto os espaços tranqüilos da Faculdade São Luís através de poesia, música, teatro, cinema, fotografia ou qualquer representação cultural que gere ação\movimento. “O Bando” confabula informalmente e não conta com uma formação fixa. É como se fosse uma pelada de futebol, convida-se quem está a fim de jogar, com os times formados e sem juiz, bola para frente.

Os assaltos rolam uma vez por mês, geralmente na quinta-feira durante o intervalo das aulas nas escadarias do prédio principal da Faculdade São Luís. As apresentações começam às 20:30 e o público, pego de surpresa é atraído para as apresentações.

Para essa segunda edição foi convidada a cantora Lena Machado, aluna da Faculdade São Luís e o guitarrista Luís Fernando Soares (ex-Daphne e Radioteca). Na apresentação, músicas do CD “Samba da Minha Aldeia” e algumas surpresas.

Então é ficar atento, de olho nas escadarias da Faculdade que nunca mais foram as mesmas.

Lena Machado - nasceu em Zé Doca, no interior do Maranhão, onde começou a cantar, integrando grupos da Igreja Católica, sobretudo das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Depois de tentar uma carreira na própria cidade natal, veio para São Luís trabalhar na Cáritas Brasileira Regional Maranhão, onde está até hoje.

Sua trajetória musical nunca esteve dissociada de sua atuação no campo social, na busca por justiça e pelo fim das desigualdades. Na capital maranhense teve suas primeiras incursões pela música no aniversário de 26 anos da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), em fevereiro de 2005 e no projeto SESC Meio Dia, no SESC Deodoro, no ano seguinte.

Em 2006 lançou Canção de vida, sua estreia, onde emprestou a voz a diversos clássicos da música brasileira que embalam a luta dos movimentos sociais e de trabalhadores, sobretudo de compositores maranhenses – Cesar Teixeira (Oração latina, hino de onde é tirado o verso-título, Flanelinha de avião), Chico Canhoto (Sem resposta), João do Vale (Minha história, Carcará), Joãozinho Ribeiro (Milhões de uns) – mas passando por Gonzaguinha (Pense n’eu, O que é, o que é?), Jurandy da Feira (Terra, vida e esperança) e Sá e Guarabira (Sobradinho).

O convívio com o ambiente musical, sobretudo com músicos de uma maneira ou outra vinculados ao Clube do Choro do Maranhão, garantiu a Lena Machado um amadurecimento percebido quando se comparam os dois trabalhos – o primeiro também teve repercussão nacional e foi lançado, além de em São Luís, em Aracaju/SE e Brasília/DF.

Serviço:

Segundo Assalto Poético na Faculdade São Luís com a cantora Lena Machado e o guitarrista Luís Fernando Soares.

11 de novembro às 20:30

Escadarias do prédio principal da Faculdade São Luís

Produção: O Bando

Contato:
marcushistorico@hotmail.com

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Leitura e Escrita m Blogs: Diário de um Escritor

Estou na programação da 4a Feira do Livro de São Luís discutindo a pauta: Leitura e Escrita em Blogs - Diário de um Escritor. Caros leitores, não parece, mas ainda é grande o número de pessoas que ainda não dominam a leitura e escrita em blogs.

Durante a Feira teremos uma hora para discutir o surgimento dos blogs, hipertextos e a relação leitor-escritor partindo da premissa que o blogueiro é um escritor e do relato de experiência no Blog Marcus Historico.

Como todos já sabem, Marcus Saldanha é escritor do Blog Marcus Historico, historiador, jornalista, autor do livro História do Maranhão e viajante compulsivo. Já discutiu o temática de blogs na 3a Feira do Livro de São Luís e III Fórum de Jornalismo da Faculdade São Luís.

Serviço:

Palestra: Leitura e Escrita em Blogs: Diário de um Escritor

Dia 13 de novembro (Sábado) às 19 hs

Pça. Maria Aragão (4a feira do Livro de São Luís)

Feijoada "Vias de Fato"

Será realizada no dia 13 de novembro (sábado),a partir de 12:30h, no Chama Maré, na Ponta da Areia, a I Feijoada Vias de Fato. Além de comemorar o primeiro aniversário do jornal, ocorrido em outubro deste ano, o evento tem como objetivo arrecadar fundos que serão investidos neste projeto de comunicação. Participe e invista na democratização da comunicação no Maranhão.

Os convites da feijoada estão à venda no (e com):

Sindicato dos Bancários (Rua do Sol)

Chico Discos (Rua Sete de Setembro)

Livraria Poeme-se (Praia Grande)

Alice Pires (8824-81-47 / 8145-50-52)

Altemar Moraes (8123-5184)

Elmo Cordeiro (9606-4324)

O valor do convite é R$ 10,00

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Zeca Baleiro: "Concerto", "Trilhas" e "Bala na Agulha"

Lançamento em São Luís será no Buteko, na Lagoa, dia 4 de novembro, e terá leitura de trechos do livro por artistas e amigos do compositor

Apesar de pouco dado a comemorações de aniversários, o cantor e compositor Zeca Baleiro resolveu celebrar seus 13 anos de carreira discográfica (seu primeiro disco, Por Onde Andará Stephen Fry?, foi lançado em 97) com o pacote Vocês vão ter que me engolir. “Tenho um carinho especial pelo número 13” – diz. O pacote inclui o lançamento de dois cds - Concerto e Trilhas, e o livro Bala na Agulha (reflexões de boteco, pastéis de memória e outras frituras).

O livro Bala na Agulha – reflexões de boteco, pastéis de memória e outras frituras reúne textos que Baleiro escreve desde 2005 em seu site, “mais à guisa de blague que de blog”, como costuma brincar. Música, literatura, cinema, comportamento, religião e gastronomia são alguns dos temas abordados no livro, que também traz memórias sentimentais da infância e da adolescência. Completam o livro dois capítulos de poemetos, aforismos e provocações, Bestiário Pós-Moderno e Curtas, Grossas, Algumas Infames, onde Baleiro se mostra um crítico implacável da sociedade contemporânea, sem todavia perder a necessária ternura.

Concerto e Trilhas são os primeiros discos do artista a serem lançados por seu próprio selo, o Saravá Discos, fato que inaugura uma nova fase na carreira de Zeca. Concerto foi gravado ao vivo em março de 2010, no teatro Fecap/SP, depois de um pequeno test-drive em Belém e Recife e de permanecer em cartaz em São Paulo por três semanas consecutivas. Neste novo álbum, Zeca Baleiro é acompanhado de apenas dois músicos que se revezam em vários instrumentos: Swami Jr., violonista de formação mais clássica e emepebista, e Tuco Marcondes, músico de pegada mais rock’n’roll, que integrou quase todas as bandas e turnês do artista.

Baleiro desfila repertório que vai de Cartola a Camisa de Vênus, e de Assis Valente a Foo Fighters. Concerto traz ainda algumas canções inéditas, como ‘A Depender de Mim’, ‘Mais um Dia Cinza em São Paulo’ e ‘Canção pra Ninar um Neguim’, esta última composta em 1993 para Michael Jackson, e só agora gravada pelo autor.

Trilhas é uma coletânea das trilhas que compôs para cinema e dança (e que tem participação especial da atriz Rosi Campos). São canções dos espetáculos ‘Mãe Gentil’, ‘Cubo’ e ‘Geraldas e Avencas’; do curta ‘Flores para os mortos’ e do filme ‘Carmo’.

LANÇAMENTO DO LIVRO ‘BALA NA AGULHA’
E CDS ‘CONCERTO’ E ‘TRILHAS’

Dia 4 de novembro (quinta-feira)
Buteko – Lagoa, a partir das 19h30
C/ discotecagem de Pedro Sobrinho e leitura de trechos do livro por Alê Muniz Celso Borges, Fernando Abreu, Luciana Simões, Joãozinho Ribeiro, Josias Sobrinho e Júlia Emília

Mais informações: Celso Borges – 3227 0079 e 8179 1113

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Um Passeio Pela Pré-História Maranhense

Alunos do Colégio Santa Teresa numa aula de campo com o arqueólogo Deusdédith Leite

Vocês já ouviram falar em Estearias, Sambaquis ou pinturas e gravuras rupestres? Sabem como é feita a datação de achados arqueológicos? Sabiam que há vestígios da presença humana no Maranhão de 9 mil anos? E que é crime comprar ou vender qualquer utensílio de valor arqueológico?
Questões como essas serão discutidas por uma turma de alunos do primeiro ano do Ensino Médio do Colégio Santa Teresa durante a 30 Mostra Científica no dia 29 de outubro, das 9 às 15 hs.

O trabalho de pesquisa e montagem de uma sala/cenário representando a arqueologia pré-histórica maranhense está sendo desenvolvido pelos alunos sob orientação do professor Marcus Saldanha e em parceria com o Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão.
Para a Mostra Científica serão apresentadas cinco seções: Estearias (sítios arqueológicos pré-históricos do tipo palafita identificados em Penalva, Pinheiro e São Vicente Férrer); Sambaquis (os "empilhadores de conchas", como eram denominados pelos Tupis, esses grupos de pescadores e coletores que habitavam regiões litorâneas); arte rupestre (encontradas em Carolina, Riachão, São Domingos do Maranhão, São João do Sóter e Grajaú; técnicas de escavação e datação arqueológica e um escritório de mobilização de defesa do patrimônio arqueológico maranhense.

Durante as pesquisas os alunos tiveram uma aula de campo no Sambaqui do Itapari, em Panaquatira com o arqueólogo do Museu de Arqueologia, Deusdédith Leite, que ressaltou a importância arqueológica e histórica daquele lugar e as intrusões humanas. "Estão retirando terra preta para jardinagem daqui. Além disso, há uma invasão se aproximando do local. Em pouco tempo, se a área não for certificado como de preservação arqueológica, será destruída", ressaltou o arqueólogo.

Para os alunos a ideia de sensibilizar as pessoas sobre a existência de vestígios da cultura material pré-histórica maranhense não será uma tarefa fácil, já que os termos técnicos da arqueologia e a leitura de leis ambientais e patrimoniais são maçantes para adolescentes na faixa de quinze anos de idade. Mas acima de todas essas dificuldades, eles parecem ter vestido a camisa da luta em defesa do Patrimônio Arqueológico: valorizar, respeitar e preservar!
Texto e foto: Marcus Saldanha

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Almoço e Janta no SESC Deodoro





Conheça mais o trabalho musical de Criolina, Dicy Rocha e Tássia Campos acessando:

http://www.myspace.com/criolina

http://www.myspace.com/dicyrocha

http://www.myspace.com/tassiacampos

Assalto Poético na Escadaria da Faculdade São Luís

Ontem, por volta das 20:30, sujeitos fortemente armados tomaram de assalto as escadarias da Faculdade São Luís. As pessoas que por ali passavam ouviram gritos: "Moço! Moça! Cuidado com ela!"
Quando deram-se conta já eram vítimas e cúmplices da poesia de Elisa Lucinda: "Aviso da Lua Que Menstrua". Os meliantes Letycia Oliveira, Marcus Saldanha, Jô Dantas e alunos do 3o período de jornalismo da Faculdade São Luís foram autuados em flagrantes e condenados a repetir a dose. Está tudo registrado nos autos.

Veja fotos do flagrante feitas pelo repórter da Editoria de Polícia do Blog MarcusHistorico, Marcus Saldanha:


















quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Festival Maranhense de Poesia Falada

Texto e Fotos: Marcus Saldanha

No livro acima estão publicados dois poemas meus finalistas nos Festivais de Poesia Falada da UFMA:

AUSÊNCIA

Há palavras espalhadas
pelos cômodos da velha casa
e no silêncio da alcova
teus gestos continuam insolúveis:

Sinto ausência do teu perfume
que mesmo sendo superficial
vai ao âmago de minha alma
e participa deste ar universal
invadindo até as soluções mais concentradas.

Ausência dos teus olhos
que tamanho brilhante possuído
no mundo
brilho maior não haveria.

Sinto ausência do teu corpo
que semelhante geologia
a eras recentes
é chama e tectonismo constante,
salvo os montes rijos, onipontentes
que nem ao mais forte abalo tremem
senão em minha boca.

E por fim, ausência do teu espírito
que é o próprio deus crescente
em toda paz para este mundo
profano e para esta mulher ímpar
que eu tanto amo.

(Marcus Saldanha. 11 Festival de Poesia Falada, 1997. UFMA - São Luís-MA)

PÔR-DO-SOL

O sol põe-se sob o rio.
A medida que mergulha,
os olhos fecham-se (os meus e os teus).
Como nem todo lugar tem luz artificial,
fica uma escuridão absoluta.
Daí em diante, fica difícil movimentar-se.
Então descobre-se que os sentidos nem sempre estão aguçados.
Acentua-se o medo, a solidão.

Leva tempo dominar os sentidos
ou pelo menos, alguns deles.
A única imagem na cabeça que se perpetua
está desfocada.
Então descobre-se que não prestou a atenção devida.
Quando o sol se põe,
tem-se a certeza que ele nascerá novamente.
Já o amor é incrivelmente incerto.

(Marcus Saldanha. 12 Ferstival de Poesia Falada, 1998. UFMA - São Luís-MA)

No primeiro poema feito muito antes da inscrição do concurso de 1997 percebo claramente a influência das leituras de Vinícius de Moraes. No segundo, uma homenagem ao pôr-do-sol mais marcante da minha vida, o descrito por Josué Montelo em Cais da Sagração.

A foto abaixo é da premiação de Urias de Oliveira como melhor interpréte de "Ausência" em 1997. Ele tembém foi vencedor com a interpretação de "Pôr-do-Sol" em 1998. Entreguei-lhe os poemas e deixei que ele criasse suas performances que me surpreenderam bastante. O escrito ganhava outra vida no corpo e fala do ator. Essas imagens devem estar disponíveis no acervo do Departamento dos Assuntos da UFMA.


As inscrições para o 23 Festival de Poesia Falada da UFMA estão abertas até 05 de novembro. A etapa eliminatória e final serão realizadas dentro da programação da 4 Feira do Livro de São Luís.

Mais informações e inscrições, acesse:

http://www.ufma.br/noticias/noticias.php?cod=9421

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

5a Mostra SESC Guajajara de Artes


A V Mostra SESC Guajajara de Artes é uma das 27 aldeias culturais que integram a Rede SESC de Intercambio e Difusão das Artes Cênicas no Brasil. São acontecimentos estéticos da cotidianidade, são espaços para reflexão e fomento da criação e produção local. É uma feira simbólica que envolve a comunidade em rituais de consumo da arte. (Sidney Cruz)

A Mostra Guajajara de Artes incentiva a produção local abrindo espaço para diálogo, reflexão, formação, confraternização e troca. Ainda, contracena com a produção nacional. Estudantes, profissionais e interessados estarão imersos numa celebração da cultura brasileira.

Na versão 2010, a programação da Mostra contemplará ações diversificadas para todos os públicos nas linguagens de teatro, dança, circo, música, artes plásticas, literatura, cinema, cultura indígena e cultura popular. Pólos culturais nos bairros receberão também espetáculos locais e do circuito nacional. Se estenderá para além dos 07 dias em São Luís, nos municípios de Miranda do Norte, Itapecuru-mirim, Caxias e Açailandia.

A ação formativa contemplará oficinas distribuídos em espaços do SESC Deodoro, UFMA, Sala do Arthur Azevedo. Nesta edição o foco são os comerciários com atrações concentradas na Unidade Deodoro em horário comercial e a interiorização.

Para o SESC Maranhão concretizar e harmonizar todas essas ações não poderia esquecer a importância dos Projetos Institucionais que se interligam, se cruzam e dão sustentação a aldeia cultural: Palco Giratório; Dramaturgia – Leituras em Cenas; Por trás da Cena; Projeto Platéia; Expressões do Corpo; BiblioSESC; Pauta das Artes e Mãos à obra.

(Texto Institucional)

A 5a Mostra SESC Guajajaras de Artes acontece de 22 a 29 de outubro e a programação completa já está disponível no blog:

http://www.mostrasescguajajaradeartes.blogspot.com/

Siga mais informações no tuíter:

www.twitter.com/sescguajajara

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Jornada de Literatura Maranhense


Com o intuito de promover discussão em torno da literatura produzida por autores maranhenses, a Café & Lápis Editora realizará, no dia 06 de novembro de 2010 (sábado), no Auditório Che Guevara/Sindicato dos Bancários (Rua do Sol – Centro) em São Luís, a Jornada Tábua de Papel – Literatura Maranhense, com a participação de professores universitários e escritores, que palestrarão sobre variadas temáticas.

Ao final do evento será lançado a coletânea TÁBUA DE PAPEL: ESTUDOS DE LITERATURA MARANHENSE, reunião de artigos de dez autores, organizada pelo escritor e professor José Neres.

INSCRIÇÕES (a partir de 06 de setembro – terça-feira):
Local:
• Livraria Athenas (Rua do Sol – Centro);
• Livraria Prazer de Ler (CCH – UFMA);
• Faculdade Athenas Maranhense (Local a ser definido).
Valor (ÚNICO):
R$ 20,00 (Certificado – 10h + Livro Coletânea)

INFORMAÇÕES:
Tel: (98) 3082-8871 (Germana ou Claunísio)
E-mail: cafelapis.editora@gmail.com
Blog: cafelapiseditora.blogspot.com

PROGRAMAÇÃO:
08:15 h - Credenciamento

09:00 h – Abertura

09:20 h - 11:00 h - Mesa 1: Literatura e formação da identidade de um povo
Antonia Nilda Alves Cruz
Maria das Neves Oliveira e Silva Azevedo
Núbia Costa Bastos
Dinacy Mendonça Corrêa

11:10 h – 12:00 h – Palestra: Artur Azevedo e a comédia no Brasil
Dino Cavalcante

14:00 h - 15:40 h - Mesa 2: Literatura Maranhense: do clássico ao contemporâneo
Flaviano Menezes da Costa
Joaquim de Oliveira Gomes
Natércia Moraes Garrido
Rosely Maria Ribeiro Néri Saldanha

15:50 h - 16:50 h - Conferência de encerramento: Gullar: de São Luís para o mundo
Prof. José Neres

17:00 h - Lançamento Coletânea “Tábua de Papel: estudos de Literatura Maranhense”
Entrega de certificados e livros
Coquetel de Encerramento

A Editora Café e Lápis

Fundada em 12/02/2009 é uma empresa do ramo editorial especializada em textos acadêmicos das áreas de ciências humanas (história, sociologia, antropologia, filosofia, literatura, crítica literária, etc.), ciências da religião e teologia, incluindo também obras em domínio público de autores nacionais e estrangeiros. A proposta principal é colocar no mercado trabalhos ricos em potencial de autores maranhenses, dando oportunidade a professores universitários, pesquisadores e intelectuais que têm muito a dizer à sociedade, nas suas áreas de afinidade.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Tributo Legião Urbana


Na data em que se relembra os 14 anos da morte do cantor e compositor Renato Russo, 11de outubro de 1996, supostamente em decorrência das complicações do vírus da AIDS, a Vibe Produções organiza e divulga um Tributo ao artista que munido de atitude transgressora e crítica social foi sucesso de vendas nos anos 80 e 90, tornando-se referência para toda uma geração que ainda hoje sabe de có canções inteiras da Legião Urbana.

Desde os meus tempos de escola, quando intervalo ainda era recreio, até hoje, são comuns as rodas de violões onde a galera manda ver no descomplicado e requisitado repertório da Legião: "Eu sei", "Quase sem querer", "Tempo perdido" e outros vários sucessos que com poucas notas musicais são seguidas em coro pelos muitos fãs da banda, Brasil afora.

Mas alguns se especializaram e dezenas de covers surgiram nos anos 90 para homenagear os ídolos. A Legião Urbana Cover que se apresentará na segunda-feira é extremamente comparável e faz juz ao reconhecimento nacional como uma das melhores banda cover da Legião. Neste show, reeditando o Sucesso do Acústico que rolou em 2008, o grupo apresentará a poesia de Renato Russo com as distorções de guitarras elétricas no Circo da Cidade no Centro Histórico de São Luís.

Antecedendo o tributo, o músico maranhense Wilson Zara apresenta o "Toca Raul", show com os grandes sucessos do maluco beleza, Raul Seixas, outro grande ícone da música brasileira.

Tudo isso rola no dia 11 de outubro, véspera do feriado, no Circo da Cidade às 21h. O primeiro lote de ingressos custa 10 pilas e começa a ser vendido no dia 05 nas lojas Over All e Mad Rock.

Depois disso, a moçada pega o violão, aprende três acordes e repete o ritual de iniciação musical: mi , dó e ré -"Que país é este? - É a p... do Brasil..."

Texto: Marcus Saldanha
Fonte: Vibe Produções

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Djalma Lucio

Djalma Lucio roubando a cena musical

Por: Marcus Saldanha
Ainda em julho, Djalma Lucio me ligou, queria que eu escrevesse o release do seu novo trabalho. Na hora estava preprarando-me para embarcar para São Paulo e ficamos de nos falar depois. Ele não ligou e eu não escrevi o texto. Não no "papel". Mas confesso que fiquei ruminando algumas ideias na cabeça.

Lembrei da primeira vez que vi e ouvi Djalma. Ele tocava e cantava num aniversário na casa de Tia Ivone. Era amigo dos meus primos Luís Alfredo (ex-Alcmena) e Luís Fernando Soares (ex-Daphne e Radioteca). E ao contrário dos demais, tocava composições próprias - boa voz e letras prontas para tocar tocar no rádio.

Nessa época estudava Arquitetura na UEMA, desenhava charges, tocava na catarina Mina e tinha um rolo com minha irmã. Sobre isso, reza a lenda que aprontou e tentou desculpar-se com uma canção. O namoro não deu certo, mas a música Hai-Kai é bacana e ainda hoje toca na Rádio Universidade.

Passou tempo, o cara saiu da Catarina Mina e sumiu. Soube que andava pelo Rio e que a vida por lá tava dureza.

Em tempos de internet, acompanho pelo tuíter sua nova investida em São Luís: o lançamento do show e do EP "Conforme Prometi no Reveillon". Devo dizer que ainda não ouvi muito dessa produção. Nada que permita uma resenha. Melhor assim para me surpreender no Teatro Alcione Nazareth, no dia 08 de outubro a partir das 20:30, quando, certamente, algum trecho de canção do cantor e compositor Djalma Lúcio ficará por dias batendo na cabeça, como naqueles tempos em que ele roubava a cena. O show deve valer a pena.

Saiba mais sobre o trabalho musical de Djalma Lucio:
http://www.myspace.com/djalmalucio

http://letras.terra.com.br/djalma-lucio/

O que estão falando sobre Djalma Lucio:

Pedro Sobrinho

Kamaleão

Vagalume

Projeto Vagalume na Academia Viva Água

O Projeto Vagalume atividades lúdico culturais para crianças e adultos, agora conta com um espaço para desenvolvimento de várias atividades de arte, cultura e educação. Conhecido pelas contações de histórias em eventos e aniversários, o grupo propõe um lugar para que pais e filhos fiquem à vontade, curtindo livros, brinquedos e participem de oficinas que serão oferecidas a partir da semana que vem. Tá feito o convite.

Contato: 3268-7371/ 9117-6748 ou na Academia Viva Água, a partir das 14h.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Duscussão de Internet Livre em Belém

Drumbeat Amazônia
por: Luciano Cunha Santa Brígida, em Drumbeat no dia 22/09/2010

Acontece em Belém no próximo dia 25 de setembro, sábado, o Mozilla Drumbeat, evento que visa discutir e promover a internet aberta. O evento idealizado pela Mozilla Foundation acontecerá em conjunto com a programação do Vivo ARTE.MOV um espaço que reúne artistas, jornalistas e especialistas em tecnologia para um reflexão crítica que aborda temas como cultura, ecologia, mobilidade e tecnologia.

A Mozilla Foundation é uma fundação que mantém todo o software e projetos Open Source da linha Mozilla, como Firefox, Thunderbird e complemetos para os mesmos, como Venkman, DOM Inspector, Bugzilla, Bonsai, Tinderbox. Também é responsável por produzir documentação relacionada à internet e promover padrões de produção de conteúdo digital.

O Mozilla Drumbeat é uma comunidade internacional de pessoas que compartilham um objetivo em comum: promover a web aberta e mantê-la livre. Para isso, a Mozilla quer reunir pessoas de diversas áreas que usam a Internet em seu cotidiano para fazerem coisas que tornam a web melhor e que ajudem a mantê-la aberta por um longo tempo.

O Drumbeat ja foi realizado em Cordoba (Argentina), Jordan, Bosnia, Montreal, Bolivia, Sydney (Australia), Pachuca, Hidalgo (Mexico), Abuja (Nigeria) Amsterdam, Vancouver, São Paulo, São Carlos, Florianópolis, Rio de Janeiro e Maceió, promovendo discussões em prol da Internet Aberta para que não haja permissão de terceiros para produzir e desenvolver projetos na internet (nem a governos, nem a empresas). Falar de Internet Aberta é lutar para que a internet continue acessível a todos em termos de infra-estrutura, acesso e tecnologias de padrão aberto.

O festival Vivo ARTE.MOV prioriza a utilização consciente das mídias móveis para fins de construção de formas de compartilhamento de conhecimento, acesso à informação e arte, além de inserção de experiências no espaço público, através de uma programação cultural que explora as possibilidades criativas de iniciativas nesse campo.

Neste contexto, a parceria entre o Mozilla Drumbeat e o Festival Vivo ARTE.MOV é uma ação conjunta entre facilitadores que ja participaram desses eventos em outras cidades e agora unem forças para integrar regiões do páis em torno do debate da internet aberta na concepção de projetos que revolucionem as nossas formas de pensar e fazer arte e tecnologia. O Drumbeat Amazônia é um espaço interativo de diálogo para pensar e promover a utilização crítica da internet na maneira como pensamos, vivemos e planejamos nossas cidades.

Quer participar do Drumbeat Amazônia? Então anote na sua agenda:

25 de Setembro de 2010 Forum Landi Belém dás 10h até 17h

Siga pelo twitter a cobertura colaborativa: #drumbeat @artemov @sbvirtual

terça-feira, 21 de setembro de 2010

E-BOOKS na 4a Feira do Livro de São Luís


Livro digital será tema de palestra na 4ª Feira do Livro

A revolução digital chegou ao mercado do livro e os e-books já são febre no mundo inteiro. A quarta edição da Feira do Livro não poderia deixar de fora essa discussão e trará para sua programação a palestra "O livro digital: perspectivas e realidade”.

A palestra será ministrada pelo Prof. Dr. Sofiane Labidi, que comporá mesa de debate com membros da Academia Maranhense de Letras. As principais vantagens, a sua portabilidade e seus formatos serão alguns pontos que serão discutidos pelos participantes.

O e-book é um livro em formato digital que pode ser lido em equipamentos eletrônicos tais como computadores, PDAs ou até mesmo celulares que suportem esse recurso. Os formatos mais comuns de e-books são o PDF e HTML. Por ser um dispositivo de armazenamento de pouco custo e de fácil acesso devido à propagação da Internet, pode ser vendido ou até mesmo disponibilizado para download em alguns portais da Internet.

A 4ª Feira do Livro de São Luís, promovida pela Prefeitura de São Luís por meio da Fundação municipal de Cultura (Func), terá como tema “O Livro é guia e instrumento da sabedoria” e acontecerá no período de 12 a 21 de novembro na Praça Maria Aragão.

O PALESTRANTE - Sofiane Labidi é doutor em Ciência da Computação, pelo Instituto Francês de Pesquisa em Informática e Automação (INRIA), em Nice, na França, e Mestre na mesma área, pela Universidade de Nice – Sophia Antipolis, França. Há mais de 15 anos veio para o estado colaborar com o ensino e a pesquisa. Foi membro fundador da primeira pós-graduação do Maranhão, em Engenharia Elétrica na UFMA – curso que está consolidado e possui um ótimo conceito na CAPES, tem reconhecimento em todo o Brasil. Levou o nome do Maranhão ao cenário científico nacional e internacional através de publicações em congressos e revistas, e dos projetos de pesquisa desenvolvidos.

Fonte:Assessoria de Comunicação da FUNC

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Parque Botânico Vale - Amazônia


TEATRO
Apresentação teatral “Amazônia”
Data: 22/09
Horário: 10h

PALESTRAS

Palestra “A Importância da Amazônia para a Biodiversidade”
Palestrante: Profª. Mst. Roberto Ramos, Biólogo, especialista em Educação Ambiental e mestre em Sustentabilidade de Ecossistemas pela UFMA.
Público Alvo: Alunos do ensino fundamental
Datas:
17/09 as 10h00 - Auditório Sumaúma

Palestra “Amazônia Maranhense”
Palestrante: Francisca Helena Muniz – Doutora em Ecologia - professora titular da UEMA
Público: universitários e alunos de escolas técnicas.
Data: 23/09
Horário: 10h
Nº de vagas: 200

Inscrições abertas.
Agendamentos: 3218-6245
Parque Botânico Vale - São Luís

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Nova data para Workshop de Fotografia


O workshop de fotografia com Christian Knepper foi adiado: começa dia 25 de setembro. No flyer, mais informações.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Dissídio das Vozes e muito mais

A Universidade Federal do Maranhão e o Centro de Ciências Sociais convidam para o lançamento dos livros da coleção teses&dissertações, no dia 23 de setembro, às 18:30, no Palácio Cristo Rei, na Praça Gonçalves Dias, em São Luís (MA): Estado, Mídia e Oligarquia, do Prof. Carlos Agostinho Almeida de Macedo Couto; O dissídio das vozes, do Prof. Francisco Gonçalves da Conceição; Crianças Diagnósticas com TDA/H, da Profa. Marilete Geralda da Silva; Memórias de Leitura de Pessoas Idosa, da Profa. Maria do Socorro Souza de Araújo; A reforma do ensino e a formação de estudantes, da Profa. Maria José Pires Barros Cardozo.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Oficina de Fotografia com Christian Knepper

Você, que é apaixonado por fotografia e sempre quis aperfeiçoar seus conhecimentos, chegou a oportunidade de aprender na prática como aprimorar sua técnica e seu olhar.

O premiado fotógrafo alemão radicado no Maranhão, Christian Knepper, Autor do livro “Natural do Maranhão”, com experiência de 20 anos fotografando natureza, arquitetura e pessoas, ministrará pela primeira vez um workshop em São Luís. Descubra na prática como interpretar a luz, melhorar o enquadramento e tornar suas imagens mais dinâmicas.

Serão 20 horas de oficinas, divididas em três finais de semana, onde serão abordados os elementos básicos da fotografia, dicas sobre equipamentos e duas saídas fotográficas com o fotógrafo para tirar todas as suas dúvidas e pôr em prática o conhecimento adquirido nas aulas.

Workshop/Oficina de Fotografia – Setembro/Outubro, 2010 São Luís – MA

Ministrado pelo premiado fotógrafo alemão radicado no Brasil Christian Knepper

www.christianknepper.com

Dias: 18, 19, 25, 26/09 e 02/10/2010

Local: Anfiteatro do Jornal O Imparcial - Rua Assis Chateaubriand, s/n
Jardim Renascença – São Luís – MA (atrás do Monumental Shopping)

Carga horária: 20 horas

Programação:

Dia 18/09 – sábado – das 14:00h às 18:00h – apresentação e introdução, teoria e equipamentos – divisão dos participantes em grupos por nível de conhecimento

Dia 19/09 – domingo – das 08:00h às 12:00 e de 14:00h ás 18:00h – aula prática durante saída fotográfica no Centro Histórico de São Luís

Dia 25/09 – sábado – 14:00h às 18:00h – avaliação das imagens produzidas durante a primeira aula prática

Débora Santalucia
Para saber mais acesse: http://www.poesiadoolhar.com.br/home.html

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Nó de Rede


Convidamos você, blogueiro/a e tuiteiro progressista a participar do GRANDE ENCONTRO DOS BLOGUEIROS E TWITTEIROS PROGRESSISTAS DO MARANHÃO.

O encontro acontece na quinta-feira (2 de setembro), a partir das 13h às 20h, no antigo Quality Grand São Luís Hotel (antigo Vila Rica, ao lado da Igreja da Sé, Praça Pedro II, Centro, São Luís/MA). Inscrições prévias poderão ser reservadas pelo e-mail noderede@gmail.com. No dia, será feita no próprio local do encontro.

Convocado por blogues como Acorda Alice, CISocial, ComContinuação, Ecos das Lutas, (blogue do) Ed, Entreatos, (blogue do) Eri, (blogue do) Itevaldo, Last but not least, Rico Choro, Sustentabile, O Juízo Final e (blogue do) Zema, o Encontro é decorrente dos encaminhamentos do Encontro de Blogueiros Progressistas do Brasil, realizado em São Paulo.

No Maranhão, a iniciativa dos blogues conta com o apoio da Cáritas Brasileira Regional Maranhão, Agência Matraca, Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), NEEC-UFMA e Instituto Barão de Itararé, conformando o projeto Nó de Rede, que objetiva constituir uma rede de blogueiros comprometidos com a defesa dos direitos humanos, da democratização da comunicação e a mudança social, política e econômica no Maranhão. Confira abaixo a programação do Grande Encontro de Blogueiros e Tuiteiros Progressistas do Maranhão.

SERVIÇO

Aguardamos sua confirmação (antecipadamente pelo e-mail noderede@gmail.com ou na hora e local do encontro) e presença.
Data: 2 de setembro (quinta-feira).
Hora: das 13h às 20h.
Local: Quality Grand São Luís Hotel (antigo Hotel Vila Rica, ao lado da Igreja da Sé, Praça Pedro II, Centro, São Luís/MA)

Objetivos:
1. Organizar rede de blogueiros e tuiteiros comprometidos com a promoção dos direitos humanos, a democratização da comunicação e a mudança social, política e econômica do Maranhão;
2. Articular ações comunicativas, interativas e colaborativas entre os blogueiros e tuiteiros interessados na produção compartilhada de conhecimento;
3. Buscar a inovação científica e tecnológica necessária à interação na internet e à produção compartilhada e colaborativa de conhecimento na rede.

PROGRAMAÇÃO:

13h – inscrições no Encontro de Blogueiros e Tuiteiros Progressistas do Maranhão. Coordenação: Sóstenes Salgado (Blog CISocial).
14h30min – Abertura. Saudações à plenária, apresentação dos objetivos e programa do Grande Encontro de Blogueiros e Tuiteiros Progressistas do Maranhão e informes do 1°. Encontro de Blogueiros Progressistas do Brasil, com Ricarte Almeida Santos (Blog Rico Choro, secretário executivo da Cáritas Brasileira Regional Maranhão), Luís Antônio Câmara Pedrosa (Blog do Pedrosa, assessor jurídico da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos–SMDH) e Itevaldo Júnior (Blog do Itevaldo). Coordenação: Elen Mateus (Blog Last But Not Least, assessora de comunicação do Centro de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes Pe. Marcos Passerini).

15h – Conferência de abertura. Internet, democracia e mudança social, com Rogério Tomaz Jr. (Blog Conexão Brasília-Maranhão, assessor de comunicação da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados). Coordenação: Zema Ribeiro (Blog do Zema, assessor de comunicação da Cáritas-MA).

16h – Mesa Redonda I – Ameaças à democracia e à Internet versus ações interativas e compartilhadas na rede, com Francisco Gonçalves (coordenador do NEEC-UFMA) e Guilherme Zagallo (OAB-MA). Coordenação: Franklin Douglas (Blog Ecos das Lutas).

17h – Mesa Redonda II – Produção de conteúdo, sustentabilidade de blogue e tuiter e inovação tecnológica, com Ed Wilson (Blog do Ed) e Márcio Carneiro (Professor da UFMA). Coordenação: Marcos Franco (Blog Entreatos e presidente da AMI).

18h – Intervalo para articulações, trocas de links e bate-papo.

18h30min – Plenária Final – aprovação da Carta dos Blogueiros e Tuiteiros Progressistas do Estado do Maranhão.

AO LONGO DA PROGRAMAÇÃO, PRONUNCIAMENTOS DOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO MARANHÃO
Copiado e Colafo do Blog: Ponte Aérea São Luís

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Pessoas e Patrimônios


EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “PESSOAS E PATRIMÔNIOS”

O Fotoclube Poesia do Olhar inaugura no dia 02 de setembro, às 19h30m, a exposição coletiva PESSOAS E PATRIMÔNIOS, em parceria com a Superintendência de Patrimônio Cultural do Maranhão.
A mostra, que permanece até o dia 30 de setembro, reúne 32 fotografias produzidas pelos fotoclubistas do Poesia do Olhar sobre a interação dos moradores com o patrimônio histórico e artístico nos núcleos residenciais do Centro de São Luís.

Local: Superintendência de Patrimônio Cultural (Rua da Estrela, Praia Grande);

A entrada é franca.

Para saber mais: http://www.poesiadoolhar.com.br/home.html

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Vídeo de Bolso



Oficina Da Tela Pequena à Tela grande: Produzindo Filmes em Baixa Resolução

Ministrante: Paulo Roberto Martins Coelho

Coordenador do departamento de design da 712 Propaganda, formado pela Universidade Federal do Maranhão, foi o idealizador e co-produtor do Festival de Vídeos Terríveis da Quadrante Design, evento anual que reúne as melhores idéias capturadas por métodos e processos menos convencionais.
Entusiasta da tecnologia e dos gadgets, acompanha de perto a evolução da distribuição de conteúdo em mídias diferenciadas e acredita em um futuro com a cara do espectador."

Conteúdo Programático

Módulo 1 - Teórico
1. A cultura do YouTube: Broadcast Yourself - O futuro é a sua cara;
2. Resolução de vídeos, quadros por segundo e formatos de tela;
3. Contâineres, vídeo proprietário, codecs e bitrate;
4. Formatos obtidos por celulares, câmeras point-and-shoot e webcams;

Módulo 2 - Prático
a. Retirando arquivos dos aparelhos
b. Preparando o arquivo para edição
c. Usando o Windows Movie Maker
d. Preparando a trilha sonora
e. Re-encodando arquivos para outros formatos
f. Finalizando arquivos em DVD e em formatos para celular.

Informações e Inscrições:

Departamento de Assuntos
Culturais da PROEX/UFMA
Rua Grande, 782 - Centro. São Luís (MA)
98. 3231 2887 - 3232 3901 - 3221 0756

Fonte: http://mavideosdebolso.blogspot.com/

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Contação de Histórias - Turmas aos sábados




A partir de 11 de setembro de 2010 os encontros de contação de histórias serão sempre aos sábados de 9:00 às 12:00, na Casa Amarela das Artes, Rua dos Prazeres, 362, Centro, São Luis- Maranhão.

Oficina de Contadores de Histórias, com Gisele Vasconcelos e Renata Figueiredo
AOS SÁBADOS (a partir de 11 de setembro): Das 09:00 às 12:00.
I Módulo: A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS: (11, 18, 25 de setembro)
II Módulo: TÉCNICAS PARA CONTAR HISTÓRIAS: (2, 9 e 16 de outubro)
Investimento: R$ 60,00 por módulo ou R$ 100,00 para quem se inscrever nos dois módulos!

VAGAS LIMITADAS!!!
Maiores informações: (98) 91424439; 91165777 ou xamateatro@yahoo.com.br

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Agosto no Parque Botânico Vale


Os oceanos correspondem a 97,4% da água que existe no planeta, o restante é água doce, com reservas em lagos, rios e no subsolo. Diante da imensidão dos oceanos, no mês de agosto o Parque Botânico Vale, escolheu como tema os oceanos, mais especificamente sobre estudos de alguns exemplares da vida marinha em nosso Estado. Confira a programação descrita abaixo:

PALESTRAS

“Estudos de pesca: peixes em declínio”
Palestrante: Profª. Mst. Alexsandra Câmara Paz, Bióloga, com mestrado em Ciência Animal pela Universidade Federal do PA - UFPA
Data: 24/08
Horário: 10h

“Recursos Pesqueiros”
Palestrante: Profª. Drª. Zafira Almeida – professora titular da UEMA, bióloga, doutora em Zoologia de animais
Data: 26/08
Horário: 10h

Lançamento do Livro “Educação Ambiental na Zona Costeira”
Local: Parque Botânico (VALE)
Data: 27 de agosto de 2010
Horário: 15h

PALESTRA “Educação Ambiental na Zona Costeira”
Palestrantes: Profª Raimunda Fortes (Doutora em Biotecnologia - recursos naturais), Eliane Braga (Especialista em Educação Ambiental), Vanda Maria Paixão (Especialista em Engenharia Ambiental).

O livro “Educação Ambiental na Zona Costeira” - organizado pela profa. Dra. Raimunda Nonata Fortes Carvalho Neta e publicado pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores (CBJE) do Rio de Janeiro, apresenta as contribuições de vários profissionais às discussões na área de Educação Ambiental Marinha. Nesta publicação os autores pretendem apresentar um ponto de partida para ações educativas e de manejo na zona costeira maranhense, refletindo sobre os problemas ambientais de origem antrópica e apontando as lacunas de conhecimento e de atitudes que os cidadãos devem preencher.
O livro foi escrito por pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental em Unidades de Conservação do Maranhão (GPEAMA), docentes e discentes do Curso de Especialização em Educação Ambiental da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).
Os autores esperam que essa coletânea sirva ao conhecimento e à sensibilização sobre a importância e os problemas ambientais da zona costeira. Almeja-se, acima de tudo, que as pessoas que se beneficiam direta ou indiretamente dessa região (em associação com o poder público, pesquisadores, educadores e sociedade como um todo) se tornem parceiros no manejo responsável e na conservação dos recursos marinhos e estuarinos.

EXPOSIÇÕES

Exposição “Mamíferos Aquáticos”
Período: 20/08 a 20/09, das 09h às 17h, de terça a domingo.
Local: Salão de exposições do Parque Botânico Vale

No período de 20 de agosto a 20 de setembro, o Parque Botânico Vale, promoverá a exposição “Mamíferos Aquáticos” do Centro Mamíferos Aquáticos (CMA) no Maranhão, ICMBio – MMA.
A mostra conta com painéis, cartazes, uma réplica em resina de um filhote de peixe-boi-marinho e uma vértebra de uma baleia cachalote, cedidas pelo Centro de Mamíferos Aquáticos. O conteúdo em exposição fala sobre os trabalhos de conservação do peixe-boi-marinho realizados no Maranhão.
Estes trabalhos são resultados das pesquisas que iniciaram em 1992, com a expedição Igarakuê, que percorreu cerca de 74 localidades, desde o município de Carutapera até o Delta do Parnaíba, na divisa com o Piauí. Neste período foi definido o estado de conservação da espécie, iniciando-se as ações de educação ambiental.
A partir de 2001 veio a implantação da Base Avançada do CMA –MA, priorizando-se ações como campanhas informativas, monitoramento de peixes-bois em habitat natural e resgate de mamíferos aquáticos.

Exposição Coletiva “Mostra Artesanato”
Período 20/08 a 10/09, das 09h as 17h, de terça a domingo.
Local: Salão de exposições do Parque Botânico Vale

No dia 22 de agosto é comemorado o dia do folclore, uma data para lembrar as tradições, crenças e lendas brasileiras.
Em homenagem à cultura popular maranhense o Parque Botânico Vale, traz a “Mostra Artesanato”, reunindo trabalhos de vários artistas:

· Ribinha – Artesanato em Azulejo
· Valdinar Mendes Almeida – Esculturas do Cotidiano Cultural
· Ângela – Arte em Cerâmica
· João do Bambu – Arte com bambu
· Izabel Matos – Arte em Cerâmica
· Helen Almeida – Arte com Argila

Agendamentos: 3218-6245
Parque Botânico Vale - São Luís

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Que tal Dança de Salão?


II ENCONTRO MARANHENSE DE DANÇA DE SALÃO

Nos dias 27, 28 e 29 de agosto com os professores Marcelo Grangeiro & Damyla Maria (MA/SP):
1º Lugar na Dança Acrobática do Programa Silvio Santos
1º Lugar no Quadro “SE VIRA NOS 30” Domingão do Faustão
Marcelo Grangeiro participou do Dança dos Famosos 2010 ao lado da atriz Sheron Menezes

José Netto & Adelaide Marinho (PA/RJ/MA):
Dois grandes nomes da Dança de Salão de Belém do Pará, professores de Dança de Salão há mais de 12 anos,com experiências internacionais, já participaram dos maiores eventos de dança de salão do país e são diretores e coreógrafos da CIA NACIONAL DE DANÇA DE SALÃO.

Idelfonso Loyola & Larissa Carvalho (MA/SP):
Dois grandes nomes da Dança de Salão em São Luís do Maranhão
- Campeões do Dança Pará 2007 categoria casal com a coreografia MISTURA LATINA ( Salsa com Samba)
- 2ºlugar na dança acrobática do programa Silvio Santos – 2009;
- Apresentação da coreografia de salsa on2 com rumba no congresso mundial de salsa – 2009 coreógrafo Alexei Ramos – BA

Valores:

Iniciante –
Individual R$ 125,00
Casal R$ 210,00

Intermediário/avançado-
Individual R$ 125,00
Casal R$ 210,00

Profissional –
Individual R$ 125,00
Casal R$ 210,00

Baile 27/08 as 22h - Valor : R$ 15,00
Local: Clube do Lítero - Anil

Mais informações :
(98) 88242726 / (98) 3256-0128
Idelfonsoloyola@hotmail.com
www.escolacorpoealma.com

Realização: Escola de Dança Corpo e Alma

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Que tal aprender a contar histórias?


OFICINA DE CONTADORES DE HISTÓRIAS!!!

Oficina de Contadores de Histórias, com Gisele Vasconcelos e Renata Figueiredo na Casa Amarela das Artes. Rua dos Prazeres 363 Centro (rua do Hospital Materno Infantil)
ENCONTROS AS QUINTAS-FEIRAS: Das 15:00 às 18:00.
I Módulo: A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS: (19 e 26 de agosto e 2 de setembro)

II Módulo: TÉCNICAS PARA CONTAR HISTÓRIAS: (9, 16 e 23 de setembro)

Investimento: R$ 60,00 por módulo ou R$ 100,00 para quem se inscrever nos dois módulos!

Informações: site www.xamateatro.blogspot.com e-mail xamateatro@yahoo.com.br e fone: 914244-39

Contadores de História

Por considerar as atividades que decorrem do ouvir e do ler uma boa história, como significativas e suscitadoras para a redescoberta da literatura, as atrizes-contadoras de histórias do Grupo Xama Teatro, a prof. Msc. Do Departamento de Artes da UFMA, Gisele Vasconcelos e a arte-educadora Renata Figueiredo desenvolvem, desde 2001, atividades artístico-pedagógicas sob a forma de espetáculos, oficinas, programa radiofônico e contadores de histórias tendo como ponto de partida a arte de narrar.

Mantendo o foco na arte de narrar, promovendo um reencontro entre a Performance do Contador e a Literatura Oral ou Escrita as atrizes-contadoras iniciaram, na Tapete, Criações Cênicas e atualmente no Grupo Xama Teatro, uma série de ações de fomento a Leitura e do exercício de práticas teatrais, através de Rodas da leitura “Um Tapete, Cheio de Histórias” (2002-2007) e “Estação Era Uma Vez” (2010), apresentação de contadores de histórias e oficinas de capacitação de educadores, bibliotecários e outros mediadores da leitura.

Na perspectiva de dar continuidade aos trabalhos de formação e capacitação de Contadores de Histórias para atuação em eventos, centros comunitários, escolas, bibliotecas, espaços culturais e educacionais, o Grupo Xama Teatro abre inscrições para nova turma da Oficina “Contadores de Histórias” dividida em dois módulos: Módulo I “ A arte de contar histórias” e Módulo II “ Técnicas para Contar Histórias”. As inscrições podem ser feitas por módulo de forma independente ou o interessado pode optar pela oficina completa com carga horária de 24h.

A oficina de Contadores de Histórias, pretende contribuir para a formação e capacitação de arte-educadores, professores da educação infantil, pais e avós, conferencistas, bibliotecários, voluntários de projetos sociais e outros mediadores da leitura.

No encontro com a literatura passamos pela descoberta do livro, da leitura e do lúdico. Contar Histórias é a arte de brincar com as palavras, de intercambiar experiências, de contar e recontar. No instante em que nos encontramos com a literatura oral ou escrita de um determinado autor, nos apropriamos de suas palavras e acrescentamos a elas nossos recursos externos e internos.

Na Oficina de Contadores de Histórias, buscamos compartilhar a experiência adquirida ao longo desses 8 anos de experiência envolvendo técnicas teatrais e a arte de contar histórias.

A pergunta inicial, que movimenta toda a Oficina é: História o que eu tenho pra você e o que você tem pra mim?

No Módulo I A Arte de Contar Histórias os alunos irão reconhecer e experimentar os ELEMENTOS DA NARRATIVA E DO CONTADOR DE HISTÓRIAS: corpo-voz, pique-ritmo, emoção e irão desenvolver o imaginário do contador, o lúdico e a criatividade na experiência com o estudo do conto e sua narrativa.

Neste módulo os alunos serão estimulados a trabalhar com os seus recursos internos. Já no módulo II os alunos poderão experimentar nas suas histórias diversos recursos externos: Narração Simples: dramatização, formas Animadas, Sonoplastia e Imagem projetada. Neste módulo cada aluno, ou grupo de alunos prepara aliando os recursos internos e externos.

O Grupo Xama Teatro, desenvolve atividades culturais e artístico-pedagógicas, sob a forma de espetáculos, oficinas e contadores de histórias, tendo como ponto de partida a arte de narrar e a performance do ator-contador.

Dentre as principais Atividades do Grupo Xama Teatro destacam-se: Programa Radiofônico “Era uma Vez... as histórias infantis na Rádio” (desde 2004); Pesquisa “Ator-Contador: A Narrativa em Performance” (XAMA / UFMA) (2009-2011); Oficinas “A Arte de Contar Histórias”, “Técnicas para Contar Histórias” e “Contadores de Histórias”; Espetáculos Teatrais: A Almanjarra (2008), A Besta Fera (2008 – 2010) , A Carroça é Nossa (2009-2010), Macaco, Macaquice e Macacada (2008-2010); Apresentação de CONTADORES DE HISTÓRIAS no Projeto ESTAÇÃO ERA UMA VEZ e em eventos, feiras, simpósios, encontros e escolas (desde 2002); Produção dos Eventos “FESTIVAL MARANHÃO NA TELA (2008,2009)” I, II, III E IV SEMANA DO TEATRO NO MARANHÃO (2006, 2007, 2008,2009), ENCONTRO DE CONTADORES DE HISTÓRIAS (2009) e FESTIVAL DE TEATRO BRASILEIRO “CENA BAIANA” (2009)

Gisele Vasconcelos - Prof. MSc do Departamento de Artes da UFMA / Pesquisadora do Grupo Pedagogogias Teatrais e Ações Culturais / Atriz e contadora de histórias do Grupo Xama Teatro / Contato: (98) 91165777 www.xamateatro.blogspot.com

I Semana de Cultura Popular do DCE


O Diretório Central dos Estudantes da UFMA promove, entre os dias 23 e 27 de Agosto, na Área de Vivência do Campus do Bacanga, a primeira Semana de Cultura Popular do DCE, com o tema “Cultura, Identidade e Memória”.

A programação, detalhada abaixo, contará com palestras, oficinas e mini-cursos.

Oficinas

- Fotografia Criativa e Vídeo experimental (Imaginautas)

- Oficina de Dança (Laborarte)

- Oficina de Tambor de Crioula (Laborarte)

- Oficina de Toque de Caixas do Divino (Laborarte)


Mini-curso

- Elaboração de projetos culturais (Prof.ª Dr.ª Maria Mary Ferreira)

Palestras

- Tambores do Maranhão: da repressão a consagração (Mundinha Araújo).

- Dos Açores ao Maranhão: um ritual divino (Michol Carvalho).

- A construção do conhecimento arqueológico no Maranhão (Eliane e Deusdedit).

- Cobrindo e descobrindo identidades no Maranhão: caretas no reisado e no bumba-meu-boi (Elisene e Andresa).

A inscrição do evento deve ser realizada na sede do DCE, pelo valor de R$ 5. Aos interessados em participar das oficinas promovidas pelo Laborarte, adicionam-se R$ 10 à taxa de inscrição.

São parceiros na realização da Semana: a Comissão Maranhense de Folclore, os grupos Imaginautas e Vozes de Mestres e o Laborarte.

Maiores informações podem ser obtidas no DCE, através do e-mail dcedaufma@gmail.com ou do telefone 3301.8169.


Serviço

O quê? I Semana de Cultura Popular do DCE

Quando? De 23 a 27 de Agosto

Onde? Área de Vivência do Campus do Bacanga

Contato: Diego Emir - São Luís/MA

+55 (98) 9112-5406 (Vivo) +55 (98) 8125-6770 (Tim)
http://twitter.com/diegoemir

João Bosco em São Luís


MPB PETROBRAS – Show de música popular com o cantor e compositor mineiro João Bosco, no projeto MPB Petrobras. Abertura com show do cantor maranhense Roberto Brandão. (RJ).

Dia 17 (terça) às 20h

Produção: Petrobras

Ingressos: Preço Único R$ 20,00 (meia-entrada R$10,00)

Indicação: LIVRE

Duração: 90 min

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Recital de Piano, Teatro e Poesia


Clica que amplia

Começa hoje

Programação Oficial do II LENÇÓIS JAZZ E BLUES FESTIVAL

Dia 13 de agosto (sexta-feira):
21h- Marcelo Carvalho
22h- Pedro Aráujo e Trio
23h- Artur Menezes e Trio

Dia 14 (sábado):
21h- Luís Cláudio e Luis Jr Show Duo
22h- Nosly e Trio
23h- Jefferson Gonçalves e banda.

SERVIÇÃO:

Data: 13 e 14 de outubro Horário: a partir das 21:30h

Local: Gran Solare Lençóis Resort- Lençóis Maranhenses, Estrada de São Domingos, s/nº, Povoado Boa Vista, Barreirinhas/MA, Tel.: (55 98) 3349-6000

E-mail:reservas.lencois@gruposolare.com.br
(http://www.gruposolare.com.br)

Preço do Ingresso: R$ 30,00

Venda antecipada de ingressos: Uimar Jr Turismo, Av. Colares Moreira, nº10, Ed. Multiempresarial, loja 7, Renascença II, São Luís. Fone: 3227-2369 e no Gran Solare Lençóis Resort, Estrada de São Domingos, s/nº, Povoado Boa Vista, Barreirinhas/MA, Tel.: (55 98) 3349-6000

Venda de ingressos nos dias do festival: somente no Gran Solare Lençóis Resort, Estrada de São Domingos, s/nº, Povoado Boa Vista, Barreirinhas/MA, Tel.: (55 98) 3349-6000

Realização: Tutuca Viana Produções

INFORMAÇÕES: Equipe de Produção- Tutuca-9976-3087
tutucaviana@yahoo.com.br e Ivaldo Guimarães-8819-5007
ivaldo_guimaraes@yahoo.com.br

Assessoria de Comunicação: jornalista - Patrícia Santiago (CE 01091 JP): (98)9143-0110/ santiagopatricia@yahoo.com.br

Todas as informações sobre o evento estão disponíveis no site oficial do festival: http://www.lencoisjazzeblues.com/

Que tal pedalar?


XII PASSEIO CICLÍSTICO - SEMANA DA PÁTRIA do 24° BC

29 Ago 2010 (domingo), com concentração no próprio 24° BC a partir das 06:30h e com de 02 Kg de alimentos não perecíveis, você recebe uma camisa do evento.

Aquecimento e alongamento dos ciclístas a partir das 07:40h no gramado em frente ao 24° BC

Início do passeio às 08:00h, saindo no seguinte trajeto:
24° BC - descendo a Av. Kennedy - à direita descendo a Av. Vitorino Freire (sentido Cambôa) - Cambôa - sobe à direita a Ponte Bandeira Tribuzzi - Av. Prof. Carlos Cunha - em frente do Shooping São Luís - passa direto e por cima do Elevado João do Vale - pega a direita na Av. dos Holandeses - na rotatória desde à esquerda sendido Hotel Grand São Luís - Hotel Gran São Luís - seguindo à direita na Av. Litorânea - encerrando no Círculo Militar de São Luís (CMSL).

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Que tal um cineminha?

PROGRAMAÇÃO DE FILMES CINE PRAIA GRANDE: AGOSTO

DUAS GAROTAS ROMÂNTICAS, Les Demoiselles de Rochefort (França, 1967).

EXIBIÇÃO: 14 a 21.08.2010
AUTOR: Jacques Demy.
GÊNERO: Drama.
Duração: 91’.
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 12 anos.
LEGENDAS: Português do Brasil.
FORMATO: DVD

"Queria fazer um filme que despertasse um sentimento de felicidade, que, depois da projeção, o espectador saísse da sala menos triste do que quando tinha entrado" (JACQUES DEMY)
Delphine e Solange são duas irmãs gêmeas encantadoras e espirituosas de 25 anos. Delphine, a loira, dá aulas de de dança e Solange, a ruiva, aulas de música. Elas vivem então da música e sonham ir para Paris e ter uma vida de fantasias. Alguns empresários chegam à cidade e passam a frequentar o bar que é da mãe delas. Uma grande feira é promovida e um marinheiro sonhador está à procura da mulher ideal...

MEU TIO DA AMÉRICA, Mon oncle d'amérique (França, 1980).
EXIBIÇÃO: 23 a 31.08.2010
AUTOR: Alan Resnais.
GÊNERO: Drama.
DURAÇÃO: 125’.
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 12 anos
IDIOMA: Frances
LEGENDAS: Português do Brasil.
FORMATO: DVD

O título do filme faz alusão a um personagem obscuro. Não se sabe se ele está morto, rico ou miserável, numa América que jamais aparece. Os labirintos aqui trilhados são os dos textos científicos de Henri Laborit. Alain Resnais é uma das personalidades mais marcantes do cinema francês: "Meus filmes são uma tentativa, ainda que grosseira e muito primitiva, de aproximar-se da complexidade do pensamento, de seu mecanismo"....

Pedra na Memória

Dia 13 de agosto o público poderá conferir os resultados do projeto Pedra da Memória, que levou Pai Euclides Talabyan e uma comitiva da Casa Fanti Ashanti do Maranhão ao Benin. Coordenado pela musicista e pesquisadora Renata Amaral, o projeto recebeu o Prêmio Interações Estéticas da FUNARTE/MinC, promovendo um profundo diálogo entre a cultura dos dois países.

Ao longo de 4 semanas, a equipe visitou as cidades de Cotonou, Abomey, Ketou, Porto Novo, Ouidah, Allada, Pobe e Sakete, realizando encontros e registros audiovisuais de diversas tradições como os Toques de vodum, Zangbeto, Egungun, cerimônias Geledés, música Kudo e as tradições dos Agudás, os afrobrasileiros do Benin, descendentes de ex escravos e trabalhadores do tráfico escravagista que retornaram à terra natal quando a escravidão foi abolida.

Esta experiência transformadora resultou no documentário e na mostra fotográfica que terão pré estréia esta sexta feira na Casa de Nhozinho. Dirigido por Renata Amaral e editado por Diana Gandra, o documentário Pedra da Memória traz um diálogo estético entre as tradições populares do Brasil e do Benin (África Ocidental), em uma aproximação poética e reveladora conduzida pela memória de Euclides.

Fruto ainda da residência artística de Renata na Casa Fanti Ashanti, que se tornou Ponto de Cultura em 2006, também será lançado no evento o CD Boi de Encantado, do tradicional Bumba Boi Garotos do Cruzeiro da Casa Fanti Ashanti, um registro inédito que inclui mais de 20 toadas representativas dos 56 anos de atividades do Boi, compostas por Pai Euclides e seus encantados.

Completando a noite se apresentarão os grupos de Bumba meu Boi Garotos do Cruzeiro e do Tambor de crioula de Taboca Veneradores de São Benedito, ambos também da Casa Fanti Ashanti.

SERVIÇO:

PEDRA DA MEMÓRIA
Data: dia 13 de agosto, sexta às 19h30
Casa de Nhozinho
R Portugal, 185 – Centro Histórico
fone (98) 3218 9951
ENTRADA FRANCA

SATOLEP SAMBATOWN

Finalmente chega a São Luís o show do cantor e compositor gaúcho Vitor Ramil e do percussionista Marcos Suzano, no Teatro Arthur Azevedo (Rua do Sol, Centro), no dia 19 de agosto (quinta-feira), às 21h. O show será baseado no aclamado trabalho em duo, do CD intitulado Satolep Sambatown.

Como o nome indica, o disco nasceu do encontro do universo, muito particular, desses dois artistas. De Satolep, cidade imaginária de Vitor – Pelotas, sua cidade natal, escrita de trás para frente, também tema e nome da novela de sua autoria lançada pela editora Cosac&Naify –, vem a Estética do Frio, com arpejos em cordas de aço, harmonias abertas, melodias hipnóticas, letras cheias de poesia. De Sambatown, (a) cidade (do samba) imaginária de Suzano, vem seu pandeiro único no centro de uma arquitetura rítmica em que sons acústicos dialogam com ondas sonoras vindas do mundo da eletroacústica.

Vitor e Suzano têm ambos um pé na tradição musical de seus lugares de origem e outro no contexto da experimentação, das invenções mais radicais. Em Satolep Sambatown os dois tocam todos os instrumentos e assinam a produção.

O repertório do disco traz 11 canções de Vitor, entre elas, Livro Aberto, Invento, Astronauta lírico, Viajei e 12 segundos de oscuridad, esta em parceria com o compositor e cantor uruguaio Jorge Drexler, que também participa do disco como intérprete – pela primeira vez cantando em português. Ele divide com Vitor os vocais de A zero por hora. A outra participação especial é a da cantora carioca Kátia B, que canta com Vitor em Que horas não são?

Voz, violões de aço, percussão e efeitos eletrônicos. É com esses elementos, e mantendo sempre a formação em duo, que Vitor Ramil e Marcos Suzano recriam no palco a música produzida em Satolep Sambatown.

No roteiro, todas as canções do disco. Além dessas, novidades, releituras de canções de outros discos de Vitor como Não é Céu, Foi no mês que vem e Neve de Papel.

A iluminação é de Marcelo Linhares e o cenário de Isabel Ramil e Luiza Mendonça.

SERVIÇO:
VITOR RAMIL E MARCOS SUZANO
Show de lançamento do CD SATOLEP SAMBATOWN

Local: Teatro Arthur Azevedo (Rua do Sol, Centro).
Dia: 19 de agosto (quinta-feira).
Horário: 21h.
Ingressos: R$ 30,00 (metade para estudantes com carteira), à venda na Taco (São Luís Shopping) e na bilheteria do teatro.
Produção: Ópera Night.
Assessoria de imprensa: Zema Ribeiro.
Maiores informações: (98) 8137-7452, 8888-3722, zemaribeiro@gmail.com

Link original: http://ponteaereasl.wordpress.com/2010/08/03/vitor-ramil-e-marcos-suzano-em-satolep-sambatown

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Vídeo Índio Brasil 2010

O quê: Mostra Audiovisual Vídeo índio Brasil 2010 – São Luís.
Quando: De 31/07(Sábado) a 07/08
Onde: Cine Praia Grande- Centro de Criatividade Odylo Costa FIlho, Cineclube Laborarte, Praça Viva Liberdade, Praça Valdelino Cécio,
Informações: Giselle Bossard – 81513131 e Paulo do Vale – 87062237 (Coordenação Local do VIB 2010)

Vídeo Índio Brasil (VIB) será realizada em São Luís,Maranhão, de 31 de julho a 7 de agosto
Filmes vencedores de premiações nacionais e internacionais e recente produção audiovisual realizadas por índios e não índios, com temática indígena, serão exibidos simultaneamente em duas cidades maranhenses, São Luís e São João Batista e mais 109 cidades do Brasil. Toda a programação terá entrada franca

A terceira edição do Vídeo Índio Brasil (VIB) vai contemplar em 2010 cidades de todos os estados brasileiros. O festival acontece de 31 de julho a 07 de agosto, quando serão exibidos filmes com temática indígena em mais de cem cidades, simultaneamente.SãoLuís foi uma das escolhidas para receber o festival este ano. Desde 2008, o VIB é realizado em Mato Grosso do Sul, estado com a segunda maior população indígena do país, tendo Campo Grande como cidade sede.
O objetivo do festival é fortalecer e divulgar a temática indígena no Brasil. "O Vídeo Índio Brasil tornou-se um dos principais programas referentes à difusão das culturas indígenas no país. Como o Brasil é signatário da Convenção Mundial da Diversidade Cultural, aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU), estamos dando nossa contribuição", resume o idealizador, e diretor do VIB, o produtor cultural Nilson Rodrigues.

Em São Luís o festival será realizado em pontos de cultura e espaços culturais. A abertura do evento, dia 31/07,sábado, às 20 horas, será no Cine Praia Grande – Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, atualmente o único cinema de São Luís. Haverá ainda mais quatro sessões durante o festival neste cinema, seguidas de debate e palestra. O Antropólogo, fotógrafo e professor Adalberto Rizzo, fará a palestra de abertura do evento, “Produção Imagética e Povos Indígenas no Brasil” e o Cientista Social e Etnólogo do Centro de Pesquisa de Arqueologia e História Natural do Maranhão, João Damasceno Figueiredo falará sobre os temas de sua pesquisa” “Imagens do Cotidiano e de Rituais Indígenas no Maranhão” dia 02/08, às 18h, no Cine Praia Grande e no Cineclube Laborarte, dia 05/08, às 19h.
O Ponto de Cultura Laborarte, por meio do cineclube Laborarte e o Ponto de Cultura Libertos na Noite, na Liberdade, também receberão a Mostra, que neste bairro será apresentado ao ar livre, na praça do Viva Liberdade e também na Praça Valdelino Cécio - Praia Grande, uma forma de dar mais visibilidade ao evento e de chegar às comunidades destes bairros.
A Coordenação da Mostra em São Luís programou uma mostra especial maranhense, intitulada” Heim- Heim”( Sim, em tupi-guarani),que apresentará produções locais, como “ A Festa do Cevero” – Rito de passagem da menina-moça do povo krepum Kateiê, de Itaipava de Grajaú, de Paulo do Vale e o longa-metragem “Carapirú - Serras da Desordem”, do italiano Andréa Tonacci,sobre a etnia awa-guajá. Haverá ainda durante a programação, palestras e apresentações de pesquisas científicas. Entre os temas propostos para discussão estão a questão Terras Indígenas (TI), Antropologia Audiovisual e Aculturação.
Uma seleção de fotografias dos fotógrafos, João Nonoy Krikati,Diego Janatã, João Damasceno, Rose Panet e Márcio Vasconcelos, com a curadoria do Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão, será apresentada no CCOCF.
O encerramento do evento será no sábado,dia 07/08,com uma festa e apresentação do grupo-étnico “Lajeiro”, que volta a tocar em São Luís, após dois anos no exterior e apresentará canções em Francês, Português e dialeto do Mali, utilizando uma harpa africana, o Kanalen´goni (release em anexo da festa-show).
Sobre os Filmes
Neste ano, estiveram na disputa 80 filmes de todo o Brasil para compor a mostra audiovisual do projeto. A curadoria do VIB selecionou longas e curtas-metragens nas categorias documentário, ficção e animação, compondo uma diversidade de produções realizadas por índios e não índios que mostram, por meio do audiovisual, peculiaridades das culturas indígenas de todo o país.
Na programação de abertura do festival, por exemplo, estão duas produções: “Já me transformei em imagem”, de Zezinho Yube e “De volta à terra boa”, de Vincent Carelli, ambas do Vídeo nas Aldeias. O primeiro filme conta com a participação do povo Hunikui (Kaxinawá), do Acre, que relata a importância do registro audiovisual para a perpetuação da história da etnia - do tempo do contato, o cativeiro nos seringais até o trabalho atual com o vídeo. Outra produção que compõe a abertura, “De volta à terra boa”, é um registro sobre os Panará que narram a trajetória do reencontro de seu povo com seu território original, desde o primeiro contato com o homem branco, em 1973, passando pelo exílio no Parque do Xingu (MT), até a luta e reconquista da posse de suas terras.

Entre outros filmes que ainda compõem a mostra audiovisual estão: “Mokoi tekoá petei jeguatá – duas aldeias, uma caminhada”, de Ariel Ortega, Jorge Morinico e Germano Benites (Vídeo Nas Aldeias) sobre o cotidiano de duas comunidades Guarani na região sul do Brasil, que sem matas para caçar e sem terras para plantar, dependem da venda de artesanato nas cidades para sobreviver; “Terra vermelha”, ficção de Marcos Bechis sobre o conflito de terras dos Guarani-Kaiowá, em territórios indígenas de Mato Grosso do Sul e “Corumbiara”, de Vincent Carelli, premiado documentário brasileiro, vencedor do Kikito no Festival de Gramado 2009, que denuncia o massacre dos índios Akuntsu e Kanoê (Rondônia).
Em Campo Grande (MS), cidade sede do Vídeo Índio Brasil, além da exibição dos filmes haverá o Seminário “A Imagem dos Povos Indígenas no Século 21” para discutir as novas tecnologias da comunicação e o espaço que o índio tem na mídia brasileira. Também na Capital de Mato Grosso do Sul acontecerá a oficina de audiovisual direcionada apenas a índios. Desde a primeira edição do VIB a oficina vem sendo realizada.

Histórico - O Vídeo Índio Brasil 2010 é patrocinado pelo Ministério da Cultura, Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural e Secretaria do Audiovisual. O projeto nasceu de uma mostra cinematográfica do 4º Festival de Cinema de Campo Grande – FestCine Pantanal, em 2007, em uma realização do CineCultura. No ano seguinte, o projeto tomou forma e as duas edições realizadas (2008 e 2009) contaram com o apoio do Ministério da Cultura, da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural e do Fundo Nacional de Cultura. O festival teve ainda apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Ministério do Turismo. Em 2008, três cidades participaram do Vídeo Índio Brasil: Campo Grande, Dourados e Corumbá. No ano de 2009, o projeto ampliou seu circuito de exibição para sete cidades de MS.

Em São Luís o evento tem o apoio de: Cine Praia Grande - Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão, Ponto de Cultura Laborarte, Ponto de Cultura Libertos na Noite, Bar Odeon, Restaurante Cantinho da Estrela.

www.videoindiobrasil.org.br